Peugeot 308 1.6 Allure

Peugeot 308 1.6 Allure

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A aposta é em novos detalhes estéticos e extensa lista de itens de série para rivalizar em concorrido segmento

Acelerarmos a versão de entrada, Allure 1.6 com câmbio manual e preço de R$ 69.900,00. O Peugeot 308 1.6 Allure é equipado com um motor de 122 cv de potência de 16,4 kgfm de torque e transmissão manual de cinco marchas.

Grande área envidraçada ajuda na visibilidade do condutor.

Grande área envidraçada ajuda na visibilidade do condutor.

Impressões ao dirigir

O hatch oferece boa ergonomia e posição ao volante, pois seus bancos são confortáveis e acomodam bem o motorista. Ainda são parcialmente revestidos de couro e tecido (como as forrações de portas), com abas laterais que “abraçam” bem quem viaja no lugar do passageiro. O volante do Peugeot 308 1.6 Allure também é bom, mas não oferece o mesmo acabamento refinado da versão top de linha tornado-se bem simples. A direção, mesmo que eletro-hidráulica (em que um motor elétrico atua sobre a bomba), poderia ser mais macia.

O acelerador controla bastante o primeiro e segundo estágio, forçando o motorista a dosar a aceleração para consumir menos combustível. O carro anda bem, mas em certos momentos dá para perceber que há muita carroceria (1.318 kg) para carregar. Viajando em velocidade de cruzeiro, a 120 km/h, o ponteiro dos giros crava nas 3.500 rpm. É uma relação curta de transmissão que faz o 308 beber 7,1 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada. Melhor que o Bravo com 5,7 e 8,8 km/l, respectivamente, e um pouco pior do que o Focus com 8,7 e 10,6 km/l na mesma ordem, seus concorrentes.

A suspensão é estável, resultado das novas articulações e amortecedores retrabalhados para deixar a cabine mais confortável, inerte e silenciosa.

A Peugeot retrabalhou o isolamento acústico do 308 e os níveis de ruído, mesmo com o motor em altas rotações, é mínimo.

A Peugeot retrabalhou o isolamento acústico do 308 e os níveis de ruído, mesmo com o motor em altas rotações, é mínimo.

Por falar em ruído, o nível de isolamento acústico dentro da cabine é ótimo, mesmo quando o motor trabalha em maiores rotações. Outro ponto positivo para quem dirige é a grande área envidraçada que dá grande visibilidade ao condutor.

Em nossos testes, esta versão do 308 fez a aceleração de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos. Menos do que o Ford Focus SE 1.6 (11,7 s) e que o Fiat Bravo Sporting 1.8 (11,9 s), ambos com câmbio manual. Em retomadas de 60 a 100 km/h, o hatch médio da Peugeot precisou de 10,6 segundos, contra 10,9 s do Focus e 10,1 s do Bravo. Para frear vindo de uma velocidade de 80 km/h até a parada total foram necessários 26 metros. Um metro a mais do que o Fiat Bravo com 25 m e um pouco a menos do que o Ford Focus com 26,8 m.

Custo-benefício

Para brigar com os líderes da concorrida categoria de hatches médios, Ford Focus, VW Golf e Chevrolet Cruze, a Peugeot não esconde que sua principal arma do 308 é a lista recheada de itens de série. Um dos grandes atrativos é a central multimídia com tela colorida sensível ao toque de sete polegadas, que é fácil de manusear e parear dispositivos. O sistema conta com Bluetooth e streaming de áudio, GPS, câmera de ré, jukebox de 16GB que pode carregar músicas e função “mirror screen”, que espelha o celular na tela da central – mas para isso o telefone precisa ser compatível com o sistema Mirrorlink ou Apple Carplay. Além disso, a Sony desenvolveu dois aplicativos para a marca francesa “Peugeot Assistance” que ajuda o usuário a encontrar uma assistência técnica da montadora e oferece um serviço de “Newsreader”, que possibilita escolher notícias para serem lidas em voz alta.

Muitos equipamentos para rivalizar com a concorrência. Destaque para a tela multimídia.

Muitos equipamentos para rivalizar com a concorrência. Destaque para a tela multimídia.

O Peugeot 308 1.6 Allure ainda tem ar-condicionado de duas zonas, direção eletro-hidráulica, trio elétrico, freios ABS, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), sistema isofix, revestimento parcial de couro nos bancos e nas portas, painel de instrumentos na cor branca que transmite esportividade, banco do motorista com ajuste de altura manual, computador de bordo, volante com regulagem de altura e profundidade, apoio de braço para o motorista, teto panorâmico, sensores de chuva, de ré e crepuscular, faróis de neblina, regulador e limitador de velocidade e rodas de 17 polegadas de liga leve.

Sentimos falta

Chega a ser triste um carro que custa 69.900,00 reais não ter controles eletrônicos de estabilidade (presente apenas na versão intermediária e topo de linha) e de tração, volante multifuncional (há apenas o comando na coluna de direção) e até mesmo iluminação nos parassóis. Mesmo assim, o Peugeot 308 Allure 1.6 é um bom carro, bem recheado de equipamentos e gostoso de dirigir, mas para brigar por esta fatia de mercado, pelo menos os itens que mencionamos terão de ser inclusos como de série e sem alteração de preço.

Acabamento refinado do Peugeot 308 1.6 Allure é de muito bom gosto.

Acabamento refinado do Peugeot 308 1.6 Allure é de muito bom gosto.

Share